DHL Express Portugal > O que pode e não pode enviar com a DHL

 

O que pode e não pode enviar com a DHL

Existem algumas coisas óbvias que não pode enviar nas suas encomendas com a DHL Express tais como animais, substâncias ilegais, armas e explosivos, por exemplo. Mas também há itens menos óbvios que não pode transportar com a DHL, incluindo aerossóis, perfumes, aftershaves e dinheiro. Confirme abaixo o que pode e não pode enviar com a DHL Express.

Podem existir itens proibidos adicionais específicos para transporte de encomendas internacionais consoante o país de destino da encomenda.

what you cannot send with DHL

O QUE PODE ENVIAR

A lista é virtualmente infinita, mas aqui ficam alguns exemplos:

  • Documentos
  • Câmeras
  • Telefones
  • Roupas
  • Tecidos
  • Sapatos
  • Fotos
  • Passaportes
  • DVDs
  • Computadores
  • Portáteis
What you cannot send with DHL

O QUE NÃO PODE ENVIAR

  • Álcool – para países da UE (caso os envios circulem em regime de suspensão de imposto e estejam devidamente documentados é permitido) Os envios contendo álcool para destinos fora da UE podem estar sujeitos a restrições locais.
  • Antiguidades, obras de arte e belas artes com um valor por envio superior a 500.000€.
  • Selos fiscais (Geralmente usados em cigarros ou álcool para indicar que as taxas e / ou impostos foram pagos) com valor superior a 500.000€.
  • Moedas e medalhas comemorativas com valor individual ou valor total do envio superior a 2.000€.
  • Bijutaria, relojoaria e objetos construídos com metais preciosos e / ou pedras preciosas com valor superior a 5.000€ por item ou 100.000€ por expedição.
  • Cannabis medicinal.
  • Armas de fogo completas, munições, explosivos / mecanismos explosivos incluindo explosivos inertes e peças de teste, pistolas de ar comprimido, armas de fogo, réplicas, imitações de armas de fogo e partes de armas de fogo (incluindo pontas de espingarda, mecanismos de gatilho, parafusos etc) que são fabricados com o único propósito de criar uma arma de fogo funcional)
  • Produtos financeiros e monetários com valores superiores a 500.000€. Alguns exemplos incluem cartões SIM ativados para telemóveis, cartões de crédito, cheques em branco, vales-presente, bilhetes para eventos, bilhetes de lotaria, etc.

  • Metais preciosos em forma de barra/lingotes.
  • Dinheiro (moeda corrente – notas bancárias, notas, moedas) e cheques de viagem.
  • Bens de contrafação que violem os direitos de propriedade intelectual (DPI).
  • Peles.
  • Restos humanos ou cinzas em qualquer forma.
  • Troféus de caça (animais), partes de animais como marfim e barbatanas de tubarão, restos de animais ou cinzas, ou subprodutos animais e produtos derivados não destinados ao consumo humano, proibidos para circulação pela Convenção CITES e / ou lei local.
  • Bens ilegais, como narcóticos.
  • Animais vivos (incluindo mas não limitado a mamíferos, répteis, peixes, invertebrados, anfíbios, pássaros, insetos, larvas e pupas).
  • Pedras preciosas e semipreciosas soltas (cortadas ou não, polidas ou não).
  • Power banks.
  • Baterias danificadas ou com defeito.

  • Mercadorias perigosas incluindo, mas não limitado a, perfumes, aftershaves, aerossóis, substâncias inflamáveis, gelo seco, substâncias biológicas, mercadorias perigosas classificadas pela ONU e quaisquer produtos especificados como tal nos regulamentos da Associação Internacional de Transporte Aéreo (“IATA”), no Acordo sobre Regulamentos de Mercadorias Perigosas a transportar por Estrada (“ADR”) ou nos regulamentos de Produtos Marítimos Perigosos Internacionais (“IMDG”).
  • Todas as baterias de metal de lítio. As baterias de metal de lítio geralmente não são recarregáveis e contêm lítio metal.
  • Baterias de ião de lítio soltas. As baterias de iões de lítio não contêm lítio metal e são recarregáveis. Estas incluem power banks, carregadores USB, etc.
  • Pequenos itens eletrónicos, incluindo telemóveis que contenham baterias de iões de lítio – cada embalagem não pode conter mais de duas baterias que devem estar inseridas no dispositivo eletrónico. Não mais do que 2 embalagens por envio, ou seja, no máximo 4 dispositivos por carta de porte dividida em 2 embalagens.
  • Peças e motores de carros usados – somente aceitável se todas as medidas tiverem sido tomadas para anular os resíduos perigosos.