DHL Express Portugal > Novidades sobre envios internacionais > Notícias do Grupo > DHL Express assina Compromisso Lisboa Capital Verde Europeia 2020

 

DHL Express assina Compromisso Lisboa Capital Verde Europeia 2020

DHL Express assina Compromisso Lisboa Capital Verde Europeia 2020

Depois de ter sido uma das empresas pioneiras a assinar o Pacto de Mobilidade Empresarial, a DHL Express voltou a mostrar todo o seu interesse na sustentabilidade no momento em que assinou o Compromisso Lisboa Capital Verde Europeia 2020, no passado dia 30 de janeiro.

A DHL, reconhecida como a maior empresa de transportes e logística a nível global, mostra mais uma vez o seu compromisso para com a cidade e o ambiente. Desta forma, assinou um conjunto de 14 medidas que se compromete a implementar. Entre elas encontram-se soluções focadas na gestão do consumo e produção de energia, gestão de água, cidadania e participação, mobilidade e economia circular.

Este compromisso visa o alcance das metas ambientais necessárias para tornar a cidade resiliente às alterações climáticas. Para tal, a cidade de Lisboa conta com a colaboração de empresas e instituições, num compromisso que compreende áreas de intervenção como a eficiência energética e redução de produção de resíduos.

José António Reis, Diretor Geral da DHL Express Portugal comenta que “é com muito orgulho que nos associamos ao Compromisso Lisboa Capital Verde Europeia, implementando soluções cada vez mais eficientes e verdes para atingir a sustentabilidade ambiental. Como empresa líder na indústria do transporte expresso internacional, reconhecemos a urgência da redução das emissões de carbono e estamos a adotar medidas cada vez mais ecológicas no combate às alterações climáticas para atingirmos a nossa meta de Zero Emissões em 2050.”

Lisboa é pela primeira vez distinguida como Capital Verde Europeia, dada a sua evolução em todos os parâmetros ambientais (energia, água, mobilidade, resíduos e infraestrutura verde e biodiversidade).

Com as medidas previstas, o objetivo passa pela redução de 60% nas emissões de CO2 até 2030, a neutralidade carbónica até 2050 e a resiliência às alterações climáticas, tornando a cidade mais verde, eficiente e sustentável.

Leia também o nosso artigo sobre o Pacto de Mobilidade Empresarial.