DHL Express Portugal > Novidades sobre envios internacionais > E-commerce > O e-commerce podia ser muito melhor – saiba como

 

O e-commerce podia ser muito melhor – saiba como

Senhora sentada a uma secretária a trabalhar no computador

Apesar de o e-commerce ser uma indústria que gera milhões, também tem alguns problemas.

Para que tenha sucesso é preciso conhecê-los e saber como contorná-los. Só assim conseguirá que o seu negócio se mantenha e que cresça.

Saiba como pode melhorar a sua loja e-commerce:

Personalização

Um dos principais problemas do e-commerce é a falta de interação humana. Contorne este problema criando descrições dos produtos mais apelativas e envie mensagens personalizadas aos seus consumidores. Aumente também a taxa de conversão das suas newsletters personalizando-as de acordo com as preferências de cada cliente. Assim terá uma maior probabilidade de que o seu email não seja ignorado.

Saiba como o e-mail marketing pode gerar mais vendas.

Segurança

Sendo um site, o seu negócio e-commerce está vulnerável a ataques cibernéticos. Por esse motivo alguns consumidores têm receio de comprar online. Garanta que o seu site está bem protegido e demonstre essa segurança aos seus clientes através do símbolo de segurança na barra de endereço e coloque o logotipo da empresa de segurança com que trabalha visível no seu site.

Leia o artigo da DHL sobre “Como proteger o seu negócio de ataques cibernéticos”.

Fotografia e vídeo

Se as suas vendas estagnaram, torne o seu site mais apelativo com imagens dos seus clientes nos seus testemunhos (aumenta a sua credibilidade) e vídeos da utilização de produtos nos casos em que faça sentido. Um vídeo capta melhor a atenção de um consumidor e terá uma maior taxa de conversão.

Saiba como utilizar vídeo no seu negócio e-commerce.

Relação com o cliente

Através das compras online torna-se mais complicado criar uma relação com o cliente e transmitir a mensagem da sua marca. Para consegui-lo o ideal é estar presente onde estão os seus clientes. Isso poderá significar ter um canal Youtube, um perfil no Instagram, no Facebook, Twitter, Linkedin ou outra rede social que faça sentido. Através destes canais poderá transmitir mais mensagens para além da venda de produtos e os consumidores criarão maior afinidade com a sua marca, o que se poderá traduzir num maior número de vendas.

Saiba mais sobre e-commerce e redes sociais.

blank